Copyright © Nat Bespaloff
Design by Dzignine
13 de abr de 2017

Sinto falta sua


"Sinto falta sua"
Escrevi sem me preocupar com a gramática, a ordem, aliás... pra que ordem se tudo é bagunça e DESORDEM?
Dane-se!
Assim que enviei este e-mail, sei lá, senti um frio na barriga e chorei.
É, chorei e chorei, pois você sabe, me conhece, sou uma rebelde chorona, não tem jeito.
Sinto falta das nossas conversas, que nos últimos meses tornaram-se tão raras, estranhas, parecíamos duas desconhecidas, sei lá. Sei que considera tudo um grande vitimismo da minha parte, mas eu sinto e sinto muito. Sei que você sente e sente muito, talvez seja por isso que tivéssemos tantos conflitos. No último ano, consigo enumerar minha lista de decepções e sei que você também consegue: A vida mudou drasticamente.
Talvez eu não tenha maturidade o suficiente para lidar com isso, na verdade, acho que não tivemos maturidade para lidarmos com as mudanças e...
Talvez fosse o momento que mais precisássemos uma da outra.
Algumas das minhas conversas mais profundas foram com você, mas agora é tudo silêncio.
[Silêncio].
Soube que perguntou sobre mim para outra pessoa, foi o que ouvi. Não sei bem ao certo o que disseram. Evito perguntar sobre você, por mais que queira, porém não sei como esse meu interesse sobre sua vida pode chegar em seus ouvidos, a gente sabe bem como as pessoas gostam de se intrometer e bagunçar tudo. A gente sabe. Permitimos que as paranoias chacoalhassem tudo e nos perdemos no meio desse caos.
Também prometi nunca mais saber sobre a sua vida, estou tentando manter a promessa, mas ainda desejo coisas boas.
De qualquer forma, "sinto falta sua" do meu jeito desorganizado, torto e esquisito.
Sempre que dizem que a vida é muito curta, que somos instantes, sei lá, rompimentos sempre me vem a mente, nossa amizade surge. A argila trincou, quebrou, virou pó. Mas mesmo assim: "Sinto falta sua" [Nat Bespaloff - NATirinhas]
 


0 comentários:

Postar um comentário

oiiiii

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...